Acidentes na ponte e nas barcas dificultaram a chegada a cidade do Rio nesta quarta

Em Niterói, as principais vias também apresentaram lentidão pela manhã

1.474208 - Acidentes na ponte e nas barcas dificultaram a chegada a cidade do Rio nesta quartaDois acidentes envolvendo os principais meios de transporte utilizados por moradores de Niterói e São Gonçalo que trabalham na cidade do Rio de Janeiro complicaram a chegada deste trabalhadores aos seus empregos na manhã desta quarta feira.

A barca, que fazia a travessia de Niterói para o Rio, bateu ao chegar na estação da Praça XV. A embarcação colidiu em uma base de concreto, ao lado da estação. foi informado que pouco antes do impacto a tripulação da embarcação gritou para que os passageiros fossem para a parte de trás e se segurassem.

Ainda de acordo com os usuários algumas pessoas chegaram a ficar feridas, por terem sido arremessadas quando a barca colidiu com a estação. Eles informaram que a retirada dos passageiros está sendo feita devagar, saindo uma pessoa por vez, e que estão sendo escoltados pela tripulação por uma área, próxima à estação, perto de onde a barca bateu.

A colisão aconteceu por volta das 9h20 e a suspeita dos usuários é de que a embarcação não tenha conseguido reduzir a velocidade, sendo direcionada para uma área afastada para evitar atingir a o setor de embarque.

Um acidente envolvendo um ônibus e um carro na Ponte Rio-Niterói, na subida do Vão Central, causa engarrafamento na BR-101 e nas principais vias de Niterói. A colisão aconteceu por volta das 5h30, deixando uma pessoa ferida e duas faixas da rodovia sentido Rio de Janeiro ficaram interditadas. Segundo a Ecoponte, na colisão o carro chegou a capotar. O motorista do veículo sofreu ferimentos moderados e foi encaminhado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio.

As faixas foram liberadas por volta das 6h18, mas o fluxo de veículos continua intenso e ainda há retenção dos acessos até a Ilha do Mocanguê e do Vão Central até a saída para a Avenida Brasil. O tempo de travessia chega a 37 minutos.

O acidente causa reflexo na BR-101. Na pista sentido Niterói os motoristas encontram oito quilômetros de lentidão, do Gradim, em São Gonçalo, até o acesso à Ponte.

Em Niterói, as principais vias também apresentam lentidão. Na Alameda São Boaventura, no Fonseca, os motoristas encontram engarrafamento até o acesso à Ponte, depois disso o fluxo flui sem complicações até o Centro. As avenidas Jansen de Melo e Marquês do Paraná têm fluxo intenso de veículos, com lentidão até o Túnel Raul Veiga. Já quem segue da Zona Sul sentido centro encontra retenção na Avenida Roberto Silveira e fluxo intenso na Avenida Jornalista Alberto Francisco Torres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.